Idfed.info

Não deixe o seu valor mudar com a sociedade

Filarmônica de Cochabamba traz concerto duplo

A Orquestra Filarmônica de Cochabamba, sob a direção de Augusto Guzmán, apresenta um duplo concerto no centro de Convenções e Eventos El Portal, nos dias terça-feira 9 e quarta-feira 10 de novembro às 20: 00 horas.

O programa é autocalificado de “romance”, percorrendo desde as “profundezas” da “dança Macabra” do compositor francês Camille Saint-Saëns, até a luminosidade de seu próprio concerto para violoncelo, passando pela imponente “valsa triste” do finlandês Jean Sibelius e o emblemático Concerto para violino do alemão Max Brunch. A noite contará com a participação dos convidados solitas Vania Andrea García, no violoncelo, e Alexander Lapichi no violino.

De acordo com Guzman o programa e título do evento refere-se à “força capaz de mover o imóvel e renascer das próprias cinzas para a luz”, “uma expressão de fé na música e o desejo de tornar possível o impossível apesar das dificuldades”.

Quanto aos solistas, García é formada pelo Instituto Eduardo Laredo e continuou seus estudos na Universidade de Michigan (EUA). Foi integrante de diferentes orquestras no país e Estados Unidos, participando de turnês no Chile, paraguai, Argentina, Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Desenvolveu uma faceta educativa, oferecendo oficinas instrumentais não só na Bolívia, mas na República Dominicana, EUA e Chile.

Por sua vez Lapich é um músico russo que teve parte de seus estudos No Man Grama e outra parte no Rostov College of Arts na Rússia. Ganhou concursos como o de Camara del Sur, Jovens Talentos e o encontro de Músicos Bolivianos, os dois primeiros na Rússia e o último em La Paz.